O choro do bebê

O choro do bebê

O choro é a segunda forma de comunicação do bebê, pois a primeira forma é o corpo. Ele chora quando algo o incomoda. E quando o bebê chora o que faço? Como fazer ele parar de chorar? Será que não sou uma boa mãe/ pai. As dúvidas e sentimentos passam pela cabeça dos pais, mas para identificar o que o bebê está tentando expressar é necessário ter calma. Com o tempo e interação os pais passam a compreender as necessidades, escutando e decifrando essa comunicação que é difícil no início. O tempo passa rápido o bebê logo aprenderá outras formas de comunicação e você sentirá saudades!
No choro tente perceber qual é a necessidade do bebê e fique tranqüila, pois se ficar tensa o bebê sentirá sua tensão corporal e responderá igualmente. Tente ser paciente com o bebê e consigo mesma, lembre-se que vocês estão se conhecendo.
Veja só algumas hipóteses do choro e elimine as possibilidades:

  • Fome – Cada bebê possui o seu ritmo próprio de mamada e algumas vezes o bebê pode adiantar a mamada, assim como atrasar;
  • Cólica – Pode começar na terceira semana de vida e se estender até o quarto mês de vida do bebê;
  • Sono – Alguns bebês brigam contra o sono e se irritam por não ceder;
  • Calor – O excesso de roupas podem incomodar os bebês;
  • Excesso de estímulo – Agitação na casa e mudança na rotina contribuem para irritação;
  • Fraldas – Sejam molhadas ou sujas incomodam;
  • Carência – se todas as hipóteses já passaram pela sua cabeça, ele pode estar precisando apenas do aconchego do seu colo na busca de um conforto emocional. Pegue-o no colo, embale-o, converse e deixe que ele sinta as batidas do seu coração, sua respiração, sons que ele conhece tão intimamente.

Denise Gurgel Barboza
Fisioterapeuta Materno-Infantil e especialista em Shantala
CREFITO 34310-F

Curso Shantala: www.cursoshantala.com.br

Deixe uma resposta